Nossas Atividades Regionais

I Jornada de Leitura Inclusiva de Pará de Minas

A I Jornada de Leitura Inclusiva de Pará de Minas é uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Comunicação Institucional de Pará de Minas em uma ação da Biblioteca Pública Municipal professor Mello Cançado e teve como objetivo provocar uma reflexão sobre o “Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência” e sobre acessibilidade. O encontro aconteceu nos dias 17 e 18 de setembro de 2014 no Teatro Municipal Geraldina Campos de Almeida e contou com a parceria da Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Minas

Descrição da imagem: foto de um homem manuseando um celular. Outro homem ao lado dele observa o aparelho.
Acontece

Os livros não incluem o mundo, quem inclui o mundo e os livros são as pessoas

Essa adaptação da famosa máxima do poeta Mário Quintana bem poderia ser de autoria da pedagoga Milena Bertoni Romera, 40, levando-se em conta o sentido que o termo “inclusão” possui para a educadora. Há 13 anos, Milena presta atendimento pedagógico especializado a crianças e adolescentes com deficiência visual associada ou não a outras deficiências, no Centro de Reabilitação Visual (CRV) de São José do Rio Preto, preparando os alunos para frequentar uma escola regular. “Existem escolas que acreditam que inclusão se resume a aprender a ler e a escrever, mas esquecem de estimular a autonomia e as relações interpessoais”, afirma a pedagoga. Milena já é parceira anual da Rede de Leitura da Fundação Dorina Nowill para Cegos e apoiou a oficina A Leitura Inclusiva e o Livro Digital Acessível Daisy, realizada na sede do CRV em 25 de maio. Ela

CONTINUE A LEITURA
demonstração
Acontece

Oficina de leitura inclusiva é recebida com entusiasmo em Campinas

Educadores, bibliotecários e pessoas com deficiência visual preencheram o auditório da Secretaria da Pessoa com Deficiência, no último dia 13 de abril, para compartilhar informações e aprendizados sobre leitura e acessibilidade. Promovida pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, a oficina “A Leitura Inclusiva e o Livro Digital Acessível Daisy” contou com uma sensibilização para a temática do acesso à leitura e com uma apresentação do programa desenvolvido pela Fundação Dorina para viabilizar a leitura acessível a pessoas com deficiência visual, o DDReader. “A maioria das pessoas não conhecia o programa, mas se entusiasmou com recursos que ele oferece, como a opção de ouvir o texto escrito gravado em voz humana, de marcar o ponto de leitura e da busca por palavras”, afirma Luiz Antonio Rodrigues, uma pessoa com deficiência visual e coordenador da Secretaria da Pessoa com Deficiência – que

CONTINUE A LEITURA

Oficina de leitura inclusiva chega a São José dos Campos

No dia 22 de março, foi a vez da cidade de São José dos Campos receber a oficina “A leitura inclusiva e o livro digital Daisy”. Alunos, educadores, terapeutas ocupacionais e psicólogos de órgãos e escolas municipais participaram do evento na Biblioteca Pública Cassiano Ricardo, que contou, no período da manhã,  com uma sensibilização sobre os desafios de acesso de pessoas com deficiência visual a livros acessíveis e, no período da tarde, com uma apresentação sobre o formato de leitura digital Daisy. Para a professora e representante da Biblioteca Cassiano Ricardo, Flavia Mara, participar da oficina permitiu a ela refletir sobre questões pertinentes à acessibilidade e sobre o seu papel como educadora. “Acredito que a oficina é de grande relevância, considerando a importância de momentos e espaços de reflexão acerca de temas tão atuais e necessários, como a leitura inclusiva

CONTINUE A LEITURA
demonstração
Acontece

Santos recebe oficina de leitura inclusiva

Santos foi a primeira cidade do estado de São Paulo – das 10 selecionadas – a receber a oficina “A leitura inclusiva e o livro digital Daisy”. O evento ocorreu no último dia 14 de março de 2018, no Centro de Atividades Integradas (Cais) Milton Teixeira (Vila Mathias). Promovido pela Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo e pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, o projeto Leitura Digital Acessível contou com o apoio da Coordenadoria de Defesa das Políticas para Pessoas com Deficiência da Prefeitura Municipal de Santos. Alunos, educadores, terapeutas ocupacionais e psicólogos de órgãos e escolas municipais aprenderam mais sobre os recursos do formato de leitura digital Daisy, que contempla, além do texto escrito, gravação em voz humana e audiodescrição (tradução de imagens em palavras), entre outros recursos, como opções de contraste, ampliação da tela, anotações no texto

CONTINUE A LEITURA

Roraima sedia Encontro Regional sobre Leitura Inclusiva

A Biblioteca Pública de Roraima realizou no dia ,13/12/2017, no CAP-DV (Centro de Apoio a Pessoa com Deficiência Visual), um encontro que abordou temas relacionados à inclusão da pessoa com deficiência em todos os campos da cultura, desde a leitura, acesso ao cinema, televisão e à disponibilidade desses meios acessíveis. Durante o encontro aconteceu palestra com a presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Maria Auxiliadora, além de rodadas de conversas sobre os caminhos para a inclusão e trocas de experiências. Um dos organizadores do evento, Tanner Menezes, destacou o momento de mostrar o trabalho que a Biblioteca Pública Estadual tem realizado no campo da inclusão. “Temos avançado muito nas ações voltadas para os deficientes visuais, por isso fomos escolhidos para sediar o encontro, onde representantes de outros Estados presentes trocaram informações”, informou. COLEÇÕES REGIONAIS – Ainda no dia 13, às

CONTINUE A LEITURA

O dia 13 de Dezembro é o Dia Nacional do Deficiente Visual e será comemorado no dia 16 de Dezembro em Arapiraca-AL.

                Cartaz retangular, na vertical. Fundo: olho castanho e cílios pretos. Texto com letras coloridas. No canto superior, com letras brancas, legenda: Dia Nacional do Deficiente Visual. Centralizado, em frente ao globo ocular, palavras soltas, amarelas: “ Exposição Braille, Apresentações Artísticas, Exposição Tátil, Bate-papo”. No canto inferior, à esquerda, em um quadro com bordas amarelas, fundo branco e letras vermelhas: “16 de Dezembro de 2017. Sábado. Horário: 10h às 22h. Local: Arapiraca Garden Shopping. Entre parênteses: corredor próximo à praça de alimentação”. No canto inferior direito, logomarcas: do Arapiraca Garden Shopping; da Rádio Gazeta FM Arapiraca, 101,1 MHZ e da Escola Estadual Adriano Jorge.

CONTINUE A LEITURA

Coleção Regionais contribui na formação leitores e consequentemente cidadãos no Espírito Santo

Na quinta-feira, 23/11, por volta de 13 horas, foi realizada uma roda de conversa com o tema “Minha leitura de mundo e os diferentes contextos de Leitura Inclusiva”, na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Adilson da Silva Castro, em Ilha de Monte Belo,Vitória/ES. O bate-papo contou com a participação da articuladora Angelita Garcia da Rede de Nacional de Leitura Inclusiva, Fundação Dorina Nowill para Cegos, professor Arnaldo Lino (surdo), da Escola Oral Auditiva de Vila Velha, Sandro Bermudes Machado (cego), do setor Braille da Biblioteca Pública do Estado do Espírito Santo, Katiane da Silva Binda, da Escola Adilson da Silva Castro, Joelma Neves, prof.ª de teatro do Centro de Vivência da APAE-Serra, pais e alunos matriculados na escola atendidos na Educação Especial e GTES Grupo de Trabalho do Espírito Santo da Rede de Leitura Inclusiva. No dia seguinte, sexta-feira, 24/11, das 9 às 12 horas, no Museu Capixaba do

CONTINUE A LEITURA

Lançamento da coleção "Regionais" GT- Goiás.

Lançamento da coleção “Regionais” Livros em Braille, em fonte ampliada e em áudio A coleção “Regionais” da Fundação Dorina Nowill para Cegos é composta de 21 livros acessíveis. Edição em áudio, em Braille e fonte ampliada, com ilustrações coloridas, mapas, abrange a literatura, a música, a culinária, o folclore e o turismo de cada uma das cinco regiões brasileiras. Para enriquecer esse evento e ilustrar a cultura de Goiás, contamos  com a presença dos escritores goianos Bariani Ortêncio, escritor e folclorista e de Pedro Ivo, escritor autor da coleção “O cerrado na escola”. O lançamento da Coleção no nosso Estado conta com a colaboração dos seguintes parceiros: Rede Nacional de Leitura Inclusiva, Biblioteca Braille “José Álvares de Azevedo”, Centro Brasileiro de Reabilitação e Apoio às Pessoas com Deficiência Visual CEBRAV e a Comissão Goiana de Folclore, que a partir desse

CONTINUE A LEITURA

Convite para lançamento da coleção "Regionais" em Goiás.

A Biblioteca Braille “José Álvares de Azevedo”, juntamente com o CEBRAV (Centro de Apoio às Pessoas com Deficiência Visual) promove lançamento da Coleção “Regionais” (livros em Braille e com fontes ampliadas). Endereço: CEBRAV – Rua 134, número 135, Setor Oeste (fundos do Externato São José). Data: 07/11/2017 Horário: 15h00min Telefones.: CEBRAV – (62) 3201-7425/ BBJAA – (62) 3201-4648 A cultura brasileira acessível a todos. Seja bem-vindo à coleção Regionais e à riqueza cultural brasileira de forma acessível! Viaje pelo Brasil com a Fundação Dorina e os livros acessíveis que trazem a literatura, a música, a culinária, o folclore e o turismo de cada uma das cinco regiões. Nessa viagem, passamos pela literatura com o livro falado e pela riqueza musical com as partituras Braille. Experimentamos os sabores pelo livro de culinária e histórias de infância com o livro de folclore

CONTINUE A LEITURA
São Paulo

Precisamos falar sobre Verônica

Por Fabiano Cameran Entre as inúmeras surpresas que a segunda edição do Encontro de Leitura Inclusiva de Sergipe nos trouxe, umas das mais marcantes, certamente, foi a história de Maria Verônica Esteves, nascida na cidade de Boquim, localizada cerca de 84 km de Aracaju. Com um astral contagiante e uma alegria que erradia a todos a sua volta, Verônica, 62 anos, dá aula de força de vontade e mostra através de seu testemunho que nunca é tarde para aprender a ler e a vencer as barreiras (mesmo físicas) impostas pela vida. Verônica nasceu com uma deficiência visual, em sua cidade os recursos eram escassos e até mesmo viajar para a capital sergipana era uma empreitada complexa para uma família que lidava com a roça em meio ao sertão nordestino, as barreiras faziam com que a cada dia a expectativa de

CONTINUE A LEITURA

Biblioteca Municipal de Imbituba, Santa Catarina, recebe a Coleção Regionais

A Biblioteca Pública Municipal Cônego Itamar Luiz da Costa, na cidade de Imbituba, Santa Catarina, recebeu um conjunto da Coleção Regionais. As obras já estão disponíveis para empréstimo e consulta. Os livros detalham a diversidade cultural brasileira em formatos acessíveis às pessoas cegas e com baixa visão – braille, impressão em fonte ampliada, digital acessível Daisy e áudio. A Biblioteca começou o contato com a Fundação Dorina em 2011, quando começou a receber materiais que compõem o acervo acessível formado por livros em braille e livros em áudio. Em 2014, a relação se intensificou quando a biblioteca passou a participar dos encontros da Rede Leitura Inclusiva, integrando o Grupo de Trabalho de Santa Catarina – GT SC. No mesmo ano, Imbituba recebeu a Oficina de Leitura Inclusiva e o Encontro da Rede de Leitura Inclusiva GT SC, incentivado pela Fundação Dorina,

CONTINUE A LEITURA