Nossas Atividades Regionais

Pesquisadores criam jogo de tabuleiro para crianças aprenderem Braille

Jogo de tabuleiro para crianças aprenderem braille permite alfabetização e desenvolvimento de habilidades táteis. Segundo o Portal Correio, pesquisadoras da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) desenvolveram um dispositivo para auxiliar no aprendizado de crianças cegas ou com baixa visão. Por meio da ferramenta lúdica, é possível alfabetizar em Braille, explorar habilidades táteis e reconhecer formas 2D (em duas dimensões). A tecnologia associativa, patenteada pela Agência UFPB de Inovação Tecnológica (Inova) e criada em parceria com o Instituto de Cegos da Paraíba, em João Pessoa, é constituída de um tabuleiro com espaços quadriculares para o encaixe de peças que representam coisas

A Rede de Leitura Inclusiva São Paulo Convida a todos a participarem da II jornada Inclusiva

Encontro traz como tema práticas de leitura inclusiva na Educação e na Cultura No dia 25 agosto acontecerá a segunda edição do encontro Jornada Inclusiva na sede da Fundação Dorina Nowill. O objetivo é incentivar práticas de leitura inclusiva aos profissionais que intermediam essas ações, como professores, educadores, mediadores de leitura, bibliotecários e demais interessados. Para isso o evento contará com apresentações das  experiências de leitura inclusiva da Fundação Dorina Nowill, Sebrae, Diversitas e Colégio Peretz. Na sequencia os participantes poderão vivenciar na prática a construção de atividades de leitura inclusiva. O evento é gratuito e para participar deve ser feita inscrição por meio do link Clique aqui para inscrição. Toda a construção do encontro foi realizada pela Rede de Leitura Inclusiva São Paulo – grupo formado por organizações comprometidas com a leitura e a inclusão e que se reúne

CONTINUE A LEITURA

1º Encontro da Rede de Leitura Inclusiva do Tocantins

  10/08/2015 – Marina Bitar/Governo do Tocantins Nesta quinta-feira, 13, a Secretaria Estadual da Cultura (Secult), em parceria com a Fundação Dorina Nowill para Cegos, realiza o 1º Encontro da Rede de Leitura Inclusiva no Tocantins. O evento acontece das 8h30 às 18h30, no Centro Universitário Luterano de Palmas (Ceulp/Ulbra). O encontro é um espaço para formação sobre tecnologias assistivas e leitura inclusiva no campo da deficiência visual, no intuito de disseminar a iniciativa pelo Estado para conseguir aproximar os deficientes visuais do encantador mundo dos livros. A biblioteconomista da Secult, Alessandra Batista, explica que a participação na Rede é um esforço da Secretaria e de instituições parceiras para aproximar as pessoas com deficiência ao hábito da leitura e, ao mesmo tempo, formar profissionais especializados para lidar com a forma diferente de perceber o mundo dessas pessoas. “Esse será o primeiro de

CONTINUE A LEITURA

I Encontro da Rede de Leitura Inclusiva do Tocantins

O que: encontro formativo sobre tecnologias assistivas e leitura inclusiva no campo da deficiência visual. Quando: 13/08 (quinta-feira) das 08h30 às 12h00 e das 14h00 às 18h30 Onde: Av. Joaquim Teotônio Segurado, 1501 Sul, CEULP/ULBRA – Palmas/TO. Mais informações: (63) 3218 – 2238 (Alessandra – Secult)/ (63) 3219 – 8037 (Gabriela – Alteridade)

CONTINUE A LEITURA

Rede de Leitura Inclusiva da Paraíba

O acesso a leitura, precisa ser disponibilizado no formato que o usuário necessita para seu pleno desenvolvimento. Sem restrições ou barreiras que impeça a disseminação acessível da informação à todos que dela necessita. O Primeiro Encontro da Rede de Leitura Inclusiva da Paraíba, foi um sucesso e ocorreu em João Pessoa / PB, dia 08-05-2015, Numa realização da Fundação Dorina Nowill em parceria com o Instituto dos Cegos da Paraíba Adalgisa Cunha. Mais de cinquenta participantes da: Universidade Federal da Paraíba (Seção Braille – NEDESP – Comitê pela Inclusão); UFCG Campus de Sousa; Universidade Estadual da Paraíba (NEDESP); Instituto Federal de Educação da Paraíba (NAPNE); Associação Paraibana de Cegos; Instituto dos Cegos da Paraíba – Adalgisa Cunha; Instituto dos Cegos de Campina Grande; Funesc/ Governo do Estado; FUNAD / CAP; Prefeitura de Bayeux; SENAI; Escola Municipal Aroldo CRuz de Campina

CONTINUE A LEITURA

Rede de Leitura Inclusiva chega ao Rio Grande do Norte

Em maio será a vez do Rio Grande do Norte em mobilizar uma Rede de Leitura Inclusiva no estado e quem está encampando este desafio é  a Universidade Federal do Rio Grande do Norte por meio do seu Sistema de Bibliotecas. Na próxima terça-feira, 12 de maio às 14h00  na Biblioteca Central Zila Mamede, haverá um encontro aberto ao público com apresentação da proposta da rede e encaminhamentos para ações efetivas. Se você tem interesse em atividades de inclusão e leitura, aproveite essa oportunidade para potencializar as ações em parceria com outras organizações. Para mais informações contate as equipes da Comissão Permanente de Apoio a Estudantes com Necessidades Educacionais Especiais/ CAENE e o Laboratório de Acessibilidade responsáveis pela articulação do encontro. Quando: 12 de maio às 14h00 – 17h00 Onde: Avenida Senador Salgado Filho, 3000, Lagoa Nova, Natal – RN – Biblioteca Central Zila Mamede Quem: UFRN/Laboratório de

CONTINUE A LEITURA

Encontro pela leitura Inclusiva em João Pessoa – Paraíba

No dia  08 de maio na cidade de João Pessoa  acontecerá o encontro de mais um Grupo de Trabalho integrante da Rede Nacional de Leitura Inclusiva. O evento  é aberto ao público e tem como anfitrião o Instituto dos Cegos da Paraíba – Adalgisa Cunha que atua a mais de 70 na inclusão de pessoas com deficiência visual. A proposta do encontro é aproximar organizações de diversos setores, como bibliotecas, professores, projetos e núcleos de acessibilidade e inclusão, secretarias, organizações sociais e de ensino para a partir do diálogo possam propor  ações que incluam a pessoa com deficiência. São pequenas trocas que abrem um grande de leque de oportunidades inclusivas. Venha fazer parte também e descubra o quanto uma mudança de atitude pode contribuir na promoção da leitura inclusiva. Informações sobre o encontro: O que será: Rede de organizações e pessoas que dialogam propostas

CONTINUE A LEITURA

Abertas as inscrições para o Clube da Leitura do Braille na Biblioteca Luiz de Bessa em Belo Horizonte

Dando continuidade ao projeto que foi o maior sucesso em 2014,  Setor Braille da Biblioteca Luiz de Bessa convida os interessados, para neste ano de 2015, participarem conosco da excelente atividade literária que é o clube de leitura do Braille . A ideia é lermos três ou quatro livros e debatê-los durante o ano de 2015. E os livros escolhidos para leitura neste ano são: 1) Leite derramado, de Chico Buarque; 2) São Bernardo, de Graciliano Ramos; 3) Agosto, de Rubem Fonseca; 4) Ainda está para ser escolhido. A partir deste momento, os interessados devem se organizar para solicitá-los em Braille ou em áudio junto a Fundação Dorina Nowill. Todos, cegos e videntes, estão convidados para embarcar nessa tremenda viagem. Para se cadastrar e acessar os livros nos formatos braille ou aúdio, entre em contato com a Biblioteca Circulante da Fundação Dorina Nowill

CONTINUE A LEITURA

Projeto Tenda Literária leva cultura as praias de Imbituba

“É a biblioteca saindo de suas paredes e indo até à comunidade (…)  quando a cultura acontece em todo lugar estamos mais próximos dessa realidade.” Glaucia Maindra – Bibliotecária Quem aproveita as praias de Imbituba entre janeiro e fevereiro vai ter mais uma opção de entretenimento e diversão: a Tenda Literária. De iniciativa da Biblioteca Pública Municipal Cônego Itamar Luiz da Costa, da Secretaria de Cultura do Governo de Imbituba, em parceria com a Secretaria de Turismo, o espaço cultural terá livros à disposição e contação de histórias nos fins de tarde de sábado. A Tenda Literária também é uma oportunidade para artistas e entidades ligadas à cultura apresentarem suas propostas e produtos para moradores e turistas. De acordo com a bibliotecária Glaucia Maindra o projeto é focado no acesso à literatura e ações de leitura. “É a biblioteca saindo

CONTINUE A LEITURA

Último encontro da rede de 2014 acontece em Mato Grosso do Sul

Para fechar em grande estilo as ações de  2014, a Rede de Leitura Inclusiva de Mato Grosso do Sul promoveu nesta última terça-feira (09 de dezembro) o primeiro encontro oficial da rede no estado. A  ação  foi realizada na Universidade Católica Dom Bosco. O evento foi totalmente organizado de forma colaborativa, com os seus integrantes elaborando as atividades a serem desenvolvidas, mobilizando parcerias e fazendo divulgação. Na parte da manhã houve apresentações das experiências inclusivas da Secretaria Estadual de Educação, Fundação Dorina Nowil, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul,  Universidade Católica Dom Bosco, COPED/SAS – Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência e ISMAC. Além da apresentação das práticas o público participante pôde fazer questionamentos e reflexões sobre as ações inclusivas existentes. No período da tarde foram realizadas as oficinas de:  Leitura Inclusiva, Contação de Histórias

CONTINUE A LEITURA

Rede de Leitura Inclusiva na Bahia – Leitura para todos

O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas da Bahia (SEBP-BA), vinculado a Fundação Pedro Calmon/SECULT, preocupado com as questões que envolvem a acessibilidade nos ambientes de suas oito Bibliotecas Públicas no Estado, além de uma Biblioteca Virtual, procura estabelecer ações e políticas  voltadas para minimizar as questões de inacessibilidade presente no SEBP-BA. Em 2013, demos início a um grupo de trabalho para tratar diretamente do segmento da acessibilidade nas Bibliotecas, motivado pela parceria com a Fundação Dorina Nowill, que se solidifica a cada ano e propiciou este trabalho. Foram realizados encontros com representante da referida Fundação, além de outros atores locais que lidam com os mais diversos tipos de deficiências, no sentido de estabelecermos um diálogo que assegure a inclusão real e necessária que estes usuários merecem e já possuem através de direitos estabelecidos em leis, sejam federais ou estaduais. Todos

CONTINUE A LEITURA

I Jornada de Leitura Inclusiva de Pará de Minas

A I Jornada de Leitura Inclusiva de Pará de Minas é uma iniciativa da Secretaria de Cultura e Comunicação Institucional de Pará de Minas em uma ação da Biblioteca Pública Municipal professor Mello Cançado e teve como objetivo provocar uma reflexão sobre o “Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência” e sobre acessibilidade. O encontro aconteceu nos dias 17 e 18 de setembro de 2014 no Teatro Municipal Geraldina Campos de Almeida e contou com a parceria da Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Minas Gerais e Fundação Dorina Nowill. No dia 17 de setembro de 2014 tivemos a apresentação do relato de experiências do Setor Braille da Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, com o seu diretor, Glicélio Ramos, a bibliotecária Gildete Santos e

CONTINUE A LEITURA

Case Fundação Regina Cunha – FURC Para Blog da "Rede De Leitura Acessível"

ACESSÍVEL E ITINERANTE A Fundação Regina Cunha faz parte da Rede de Leitura Inclusiva da Bahia, mantendo uma Biblioteca Acessível para Deficientes Visuais com títulos diversificados em Braille, audiolivros, livros falados e em fonte ampliada. A Biblioteca Acessível também é itinerante e leva os livros adaptados para os bairros, escolas, serviços e eventos. PUBLICAÇÃO PRÓPRIA: Além do acervo disponibilizado, a FURC já publicou um título próprio: Cartilha de Atenção à Saúde Ocular: a infância, a família e a escola.  Com orientações para prevenção da cegueira e promoção da saúde ocular, a cartilha aproxima o conhecimento médico-científico da realidade dos jovens e dos saberes tradicionais da região sul da Bahia. A cartilha foi realizada de forma lúdica a partir de mais de 16 horas de oficinas, com médicos e a artista plástica Flávia Bomfim. Os 16  jovens participantes tornaram-se os ilustradores e

CONTINUE A LEITURA