Arquivo da tag: CEBRAV

Grupo de crianças sentadas e uma menina de pé com o microfone na mão

“A coleção Regionais é um passeio pela riqueza cultural brasileira de forma acessível”

As atividades da Rede de Leitura em Goiás, têm caminhado de forma peculiar. A Biblioteca Braille José Álvares de Azevedo reformulou o calendário de 2017 mantendo as ações que não haviam sido realizadas e acrescentou outras.  Algumas dessas atividades foram desenvolvidas em conjunto com o CAP/CEBRAV que também faz parte da Rede. Exemplos desses eventos:

1. Gincana musical: Qual é a música?
2. Convívio literário – Roda de leitura
3. Festival de música, prosa e poesia
4. Festival musical com temas de novelas e adivinhações
5. Torneio de dominó entre amigos
6. Lançamento do livro acessível – “Abracadabra: crio enquanto falo” da autora Cássia Fernandes
7. Concurso de leitura Braille
8. Exibição do filme “Minha mãe é uma peça 2” com audiodescrição
9. Exibição do filme “Mulher do pai” com audiodescrição Coleção Regionais.

O lançamento dessa riquíssima aquisição aconteceu em Goiás no último, dia 07/11, e contou com a parceria da Biblioteca Braille, CEBRAV e de um novo parceiro: Comissão Goiana de Folclore. O evento teve a participação de cerca de 80 pessoas bastante interessadas na leitura dos livros, depoimentos de usuários sobre a coleção, principalmente dos livros de culinária. houve apresentação musical do violeiro Arthur Noronha, tocando e cantando músicas da região Centro-Oeste.

Mulher em pé manuseia os livros da coleção Regionais.

A coleção Regionais é um passeio pela riqueza cultural brasileira de forma acessível. É uma viajem pelo Brasil com a Fundação Dorina e os livros acessíveis que trazem a literatura, a música, a culinária, o folclore e o turismo de cada região brasileira. Nessa viagem, passamos pela literatura com o livro falado e pela riqueza musical com as partituras Braille. Experimentamos os sabores pelo livro de culinária e histórias de infância com o livro de folclore ilustrado em tinta e em Braille. E, por fim, visitamos cidades brasileiras com o livro de turismo em formato Daisy.

A Coleção possui 15 volumes em Braille e em fonte ampliada, mais 5 obras literárias de autores regionais (Érico Veríssimo, Patativa Assaré, Cora Coralina, Milton Hatoun, Carlos Drummond de Andrade). Apresenta bastante ilustrações coloridas atrativas para o leitor com baixa visão e em relevo agradável ao tato.

Destaco o depoimento da usuária da biblioteca, Jane, mãe de dois filhos, presente ao evento que falou sobre a importância das obras:

“Muito importante o cuidado que a terapeuta ocupacional, autora dos livros de culinária teve com as pessoas com deficiência visual. Ela acreditou na nossa capacidade e nos deu dicas práticas, com a convicção de quem sabe que realmente podemos manipular os ingredientes e transformá-los em alimentos gostosos e saudáveis. Continue trabalhando nessa linha de valorização da pessoa com deficiência”. Jane Vieira dos Santos”

Maria Eunice Suares Barboza, Diretora da Biblioteca Braille “José Álvares de Azevedo”

Abaixo dois vídeos com trechos da apresentação de MODA DE VIOLA.

SEGUNDO VÍDEO: