Arquivo da tag: Coleção Regionais

Coleção Regionais é apresentada na Biblioteca Pública do Estado com trilha sonora e culinária local

Com a participação da Universidade Federal de Pernambuco, artistas como Geraldo Feitosa, Vitória Maria Marinho e Luiz Carlos, lançamos no dia 26 de outubro, a Coleção Regionais na Biblioteca Pública do Estado, em Recife, Pernambuco.

Na tradicional roda de leitura teve contação de história de Bumba Meu Boi para uma turma de alunos com deficiência visual e sarau poético. “ Fiquei emocionada, especialmente com a leitura de cordel, foi simplesmente lindo, aprendi muito com eles, precisamos incluir cada vez mais, conviver com o outro independente das limitações, a  educação é para todos, e que surjam mais oportunidades para mais edições de diversos autores e títulos, conta Rosimery Carneiro, da UFPE.

“A leitura inclusiva é uma forma de fortalecimento das deficiências. Essa coleção vem reforçar que a nossa cultura deve ser acessível a todos, sem exceção”, explica a articuladora Angelita Garcia, da Fundação Dorina Norwill.

Algumas ações especiais e inclusivas foram exercitadas, entre elas a degustação da culinária regional, com comidinhas preparadas por uma cozinheira cega. Para finalizar teve apresentação musical e todos cantaram ” Hoje me sinto mais forte, só levo a certeza, de que muito pouco sei”, Tocando em Frente, de Almir Sater.

Na foto, pessoas sentadas em volta do cantor. O músico está sentado tocando violão. Na foto, mesa repleta de quitutes. Em volta da mesa, pessoas em pé provam as delicias.

 

Na foto, um grupo de 12 pessoas em pé, lado-a-lado, sorrindo e segurando livros da Coleção Regionais .

Coleção Regionais é lançada no 5º Encontro “Pará Ler”

Cravado no norte do País, ao sudoeste na Ilha de Marajó, Breves é um município referência para a região. Foi lá, que depois de 12 horas de barco, partindo da capital Belém, chegamos para o lançamento da Coleção Regionais, no 5º Encontro “Pará Ler”, ( que aconteceu entre os dias 13 e 15 de setembro) e reuniu representantes de Bibliotecas Públicas do Estado e dos municípios próximos.

Por lá,  a roda de Leitura Coleção Regionais – A inclusão através da cultura brasileira em suas expressões,  mediada por Angelita Garcia e com a presença de profissionais das bibliotecas do entorno, permitiu um mergulho nas obras que apresentam nossas riquezas culturais.

Duas pessoas com deficiência visual, Cristiane do Socorro da Costa Demes, 33 anos e Yasmim Correa Miranda, 7 anos, ajudaram nessa imersão inclusiva na hora leitura.

“Na oficina aprendemos como fazer a leitura para os cegos e o mais importante aprendemos como transcrever a imagem e como ter cuidado com as palavras na apresentação da obra”, contou Rita Sanches, coordenadora da Biblioteca Municipal Eustórgio Miranda, de Breves.

Quem também contou um pouco da experiência foi Socorro Baia, diretora da Biblioteca Municipal Vertano Rocha, de Belém: “ Esse encontro abriu muitas portas. Essas discussões são de um aprendizado único e de extrema importância que é a acessibilidade, além disso, é muito bonito a sensibilização e valorização cultural aplicada no projeto desenvolvido pela Rede de Leitura Inclusiva”, finaliza.

+ SOBRE O PROJETO

A Coleção Regionais, a cultura brasileira acessível a todos, vai distribuir 63 mil livros para organizações, escolas e bibliotecas que atendem pessoas com deficiência visual em formatos acessíveis e interativos e como forma de estimular a literatura inclusiva, serão realizadas rodas de leitura em 20 municípios brasileiros com a utilização da Coleção. Para saber mais leia o texto completo.

PARA RECEBER LIVROS ACESSÍVEIS
A fundação Dorina Nowill está em plena campanha de recadastramento, para continuar recebendo gratuitamente nossos livros acessíveis, entre no site  www.dorinateca.org.br, nossa biblioteca digital e recadastre-se.Na foto, sete pessoas em volta de uma mesa onde estão expostos os livros da coleção regionais, duas pessoas folheiam livros e, as outras cinco dialogam, com os livros em mãos

Na imagem, três mulheres adultas em semicírculo dialogando e exibindo páginas de um livro da Coleção Regionais e uma criança com baixa visão lendo a capa de um livro

Na foto, alunos, pais e educadores se reunem em frente a Fundação Dorina com os livros da Coleção Regionais.

Coleção Regionais é lançada com o tema Diversidade cultural brasileira e tem sua primeira roda de leitura

Depois de muito trabalho, horas de reuniões e ajustes, lançamos na última semana, aqui na Fundação Dorina Nowill, em São Paulo, a Coleção Regionais, a cultura brasileira acessível a todos. O projeto vai distribuir 63 mil livros (para instituições, organizações, escolas e bibliotecas que atendem pessoas com deficiência visual) em formatos acessíveis e interativos: braile, impressão em fonte ampliada, ilustrações, áudio e digital acessível Daisy, sobre a literatura, folclore, culinária, música e turismo brasileiros. Cada conjunto da coletânea é composto por 21 títulos que expõem a cultura popular nacional. As obras de culinária e folclore são em fonte ampliada e braile; as de literatura tem adaptação para versão em áudio de títulos já existentes no mercado editorial; o de turismo em digital acessível Daisy; e os de música oferecem as informações em fonte ampliada e braile, além de partituras acessíveis.

Com a participação dos membros da Rede Nacional de Leitura Inclusiva mais de 300 organizações que constroem coletivamente ações culturais em todas as regiões brasileiras foram colaboradores e indicaram personagens folclóricos, receitas típicas e músicas de suas regiões.

“A Rede Nacional de Leitura Inclusiva é um projeto da Fundação Dorina tem um papel muito importante na disseminação de conhecimento e garantia do direito à leitura da pessoa com deficiência”, afirma Ana Paula Silva, coordenadora deste projeto. “Além de nortear sobre as demandas de cada região, que muito contribuíram para a construção do projeto, atuam como multiplicadoras locais, disseminam práticas de leitura inclusiva e sensibilizam a sociedade, e ampliam as oportunidades de leitura das pessoas com deficiência visual em todo o Brasil”, explica.

CONFIRA ABAIXO O VÍDEO SOBRE A COLEÇÃO REGIONAIS COM AUDIODESCRIÇÃO:

Círculo cultural

Como forma de estimular a literatura inclusiva, serão realizadas rodas de leitura em 20 municípios brasileiros com a utilização da Coleção. “Cada roda de leitura é desenhada considerando a riqueza e diversidade local, com o apoio dos Grupos de Trabalho da Rede Nacional de Leitura Inclusiva, proporcionará aos participantes uma rica experiência cultural, com livros para leitura sem barreiras à pessoa com deficiência visual, incentivando os presentes a serem promotores e disseminadores da inclusão”, explica Ana Paula Silva.

Na foto, a roda de leitura inclusiva com os convidados, a escritora e os articuladores.

A primeira roda já aconteceu, foi no dia do lançamento, na quarta-feira, 30/08. Quem compartilhou com a gente dessa primeira propagação foi a Biblioteca Maria Firmina dos Reis, temática em Direitos Humanos, da Cidade Tiradentes, extremo leste da capital paulista. A leitura proposta foi umas das mais conhecidas da nossa cultura, Bumba Meu Boi, no círculo a escritora Nireuda Longobardi leu a obra para alunos, pais e educadores, enquanto uma das articuladoras do projeto , Perla Assunção, fazia a audiodescrição e convidou todos os participantes a fechar os olhos e vivenciar essa construção de imagens com palavras.

Na foto, três crianças leem a obra Bumba Meu Boi, livro selecionado para a primeira roda de leitura da Coleção Regionais.

“Foi um momento lindo! Esse projeto abre muitas possibilidades. A mais importante é transmitir a relação livro, leitura e deficiência visual, em seguida, a exploração da leitura sensorial, agora vou conseguir trabalhar a leitura com mais riqueza, utilizando outros sentidos, especialmente por esse mergulho na cultura popular”, finaliza a Charlene Lemos, coordenadora da Biblioteca Maria Firmina.

Aproximando ainda mais a leitura, assim como na história escolhida, a roda acabou em festa, alguns alunos ganharam adereços dos personagens principais da obra e a brincadeira seguiu ao som de Asa Branca, de Luiz Gonzaga.